19 de junho de 2019
  • 16:24 MELHORES ATITUDES NA ENTREVISTA DE EMPREGO PARA POTENCIALIZAR NOVAS OPORTUNIDADES
  • 14:49 O FUTURO DO TRABALHO E A GESTÃO DE PESSOAS
  • 08:34 ASSESSMENT: FERRAMENTA FUNDAMENTAL PARA GESTÃO DA CARREIRA
  • 08:03 VOCÊ SABE QUAIS SÃO SEUS PONTOS FORTES E FRACOS EM UM PROCESSO SELETIVO?
  • 16:21 O PAPEL DO LÍDER NA RETENÇÃO DE TALENTOS

Ter uma rede de contatos profissionais e fazer o networking, ou seja, construir e manter um relacionamento com eles, não é exatamente uma novidade. Já faz tempo que é importante conservar esses contatos, sejam eles com ex-colegas de graduação, de empregos anteriores ou pessoas que conheceu em algum evento da sua área.

Esta interação para troca de informações e experiências sempre foi um fator decisivo para aumentar as oportunidades de colocações no mercado de trabalho e também gerar negócios, já que sua rede de relacionamento sempre será mais aberta a ouvir você e pode ser um grande campo de pesquisa para montar seu próprio empreendimento.

Mas se até pouco tempo a manutenção desses relacionamentos era feita por contatos telefônicos, troca de mensagens por e-mail ou mesmo encontros presenciais, hoje em dia o networking ganhou força total nas redes sociais. Cada vez mais elas também são fonte de consulta para recrutadores, na hora de fazer a seleção de um candidato para uma vaga de emprego.

Essa facilidade de interagir com outros profissionais e também de ser visto como uma opção para uma determinada posição de trabalho trouxe outras preocupações. É preciso saber como agir nas redes para aproveitá-las para o crescimento da carreira e ao mesmo tempo ter cuidado com a imagem pessoal e profissional que pode estar transmitindo por meio delas.

Como fazer o networking nas redes sociais

Primeiro é preciso saber que existem várias redes diferentes e que você pode usar cada uma delas de uma maneira.

LinkedIn

Esta é a melhor opção de rede social para os contatos profissionais. Nela é possível listar suas habilidades, relatar suas experiências e assim mostrar a bagagem que acumulou ao longo da carreira. Nela você pode colocar exemplos de projetos que já participou, inserir documentos, imagens e vídeos que mostrem parte do seu trabalho e deixem seu perfil mais completo e atrativo ao mercado.

Não esqueça que a busca no LinkedIn é feita por palavras chaves, então, escolha os termos que melhor definem seus conhecimentos e experiências distribua essas palavras no seu portfólio e no seu perfil título resumo.

Publique textos relevantes sobre sua área de conhecimento, isto ajudará a lhe dar visibilidade e mostrará um pouco mais de sua expertise no seu campo de atuação.

Participe de grupos específicos de discussões em sua área de atuação, pois isso, além de melhorar sua network, trará visibilidade ao seu perfil e muitos headhunters só publicam vagas em grupos específicos.

Para que as pessoas encontrem você nessa rede, seja identificável, então, permita que os outros vejam que você visualizou o perfil deles. Para isso, basta ir nas Configurações de privacidade e ver se está marcada a opção “Seu nome e título (recomendado)”, no item Selecionar o que as pessoas verão após sua visita ao perfil delas.

No LinkedIn também é possível obter também depoimentos que são recomendações de outras pessoas a seu respeito, além de conseguir interagir com outras conexões por meio de mensagens. Mas cuidado para não sair disparando mensagens padrão para várias pessoas ao mesmo tempo, porque isso pode ter efeito contrário: em vez de criar relacionamentos pode gerar simplesmente antipatia e rejeição.

Na hora de montar ou atualizar o perfil, é fundamental escolher uma foto com aparência profissional. Então, nada de usar aquela mesma foto super espontânea de perfil do Facebook ou do Instagram aqui no LinkedIn.

Facebook

O Facebook é aquele lugar onde as pessoas costumam adicionar como amigos os seus familiares, os amigos atuais e aqueles de um passado distante. Entre tantos amigos, muitas vezes estão também ex-chefes e colegas de trabalho, de faculdade e de outros lugares também ligados a sua vida profissional, o que permite o networking com eles. Como existe esta mistura, esta rede exige ainda mais cuidado na hora de fazer as publicações, para que não fiquem completamente inadequadas para aqueles que só conhecem você no ambiente de trabalho.

O ideal mesmo seria utilizar as configurações para definir quem pode ver o que, mas na prática sabemos que a maioria não faz. Ou então ter contas completamente separadas para suas relações pessoais e profissionais.

Mas se você quer usar o Facebook para captação de oportunidades profissionais, fique atento ao que você publica e evite posições extremadas. Seja elegante em seus comentários. O Facebook pode revelar muito mais de você do que você quer. Lembre-se, seu comportamento nas redes sociais pode ser um preditivo de como você é na vida real, então mostre somente aquilo que você realmente quer mostrar.

Whatsapp

Não tem como negar que o Whatsapp faz parte do dia a dia das pessoas para as mais variadas tarefas e interações. Mas você sabia que ele também pode ser uma excelente ferramenta para fazer seu networking? Você pode conversar com antigos colegas, manter um contato mais constante com os profissionais com que trabalha atualmente e também interagir com pessoas que podem lhe gerar oportunidades futuras.

No entanto, assim como nas outras redes, é importante ter certos cuidados, já que como a plataforma é multifuncional, ou seja, serve para conversar com as famílias, com pais e mães de colegas de escola do filho, amigos de modo geral, e ao mesmo tempo com pessoas de sua esfera profissional, é preciso redobrar o cuidado para não enviar mensagens trocadas, e principalmente que comprometam sua imagem no ambiente de trabalho.

Nada de compartilhar piadas de mal de gosto, se exceder com aquele “Bom dia” para todos em sua lista de contatos e principalmente, atenção aos emojis. Eles podem ficar bem engraçadinhos em determinadas conversar, mas nem sempre estão adequados às mensagens mais profissionais.

Também vale aqui a mesma dica do LinkedIn de não usar uma foto de perfil muito informal, já que ela vai ser visualizada por todos os seus contatos, independentemente de serem pessoais ou profissionais.

Twitter

No Twitter você também pode trocar mensagens com aqueles que já conhece, mas ainda pode seguir e interagir diretamente com profissionais que você admira e que são referências nas suas áreas de atuação. É uma maneira de mostrar que tem interesse em determinados assuntos e que está atualizado.

Instagram

O Instagram é uma rede voltada para a publicação de imagens e você pode ter uma conta pública ou privada. Se você optar por ter uma conta aberta, onde todos podem ver suas publicações, pode ser a chance de mostrar um lado diferente seu, mas que de alguma maneira agregue ao seu perfil profissional, como a prática de um determinado hobby, a participação em algum programa social ou uma causa relevante que você defesa e que mostre um pouco quem você é.

4 dicas para manter uma boa imagem nas redes

Não importa qual rede você decidiu usar, ou se serão todas elas ao mesmo tempo, existem algumas regras que valem para uso geral.

1- Preserve sua credibilidade

Não publique nada que possa colocar sua credibilidade em risco. Se antes o lema era “Pense antes de agir”, aqui vale o “Pense antes de publicar!”. Depois que cai na rede, não importa se você tenta excluir a publicação, muita gente já pode ter visto e até compartilhado, e aí o estrago já está feito em sua imagem.

2- Controle suas configurações de privacidade

Se você não quer que todo mundo consiga ler suas publicações, faça os ajustes necessários em suas confirmações de privacidade. Afinal elas foram criadas pra isso: pra que você defina quem pode ler o que, quem pode marcar você em publicações, quem pode comentar e até quem pode ver seus compartilhamentos. Não é porque você está em uma rede social que tem mostrar todas suas ideias para todos, aliás, nem deve!

3- Cuidado com O QUE você escreve

Lembre-se que se você está usando a rede social e quer preservar sua imagem profissional, então, nada de usar a internet para fazer desabafos, para detonar empresas onde você já trabalhou ou colegas com quem conviveu. Esse tipo de atitude pode minar completamente uma nova oportunidade de emprego, por isso, avalie bem que ideias você vai compartilhar ali.

4- Cuidado COMO você escreve

Tudo bem que a linguagem na internet é um pouco mais informal, mas nada de descuidar geral e sair escrevendo super errado por aí. Quem acompanha as redes sociais sabe que é fácil encontrar erros vergonhosos.

Então, revise antes de publicar e cuidado total com aquelas falhas mais grotescas como: seje, a perca, menas, e por aí afora, pois se algum recrutador ler isso, sua imagem profissional com certeza já perdeu bons pontos.

Por fim, lembre-se, network é uma via de mão dupla, assim como você aciona as pessoas para dicas, ajuda, orientações, esteja aberto também a receber as demandas destas pessoas. Existe um ditado antigo, mas ainda bem oportuno, que diz: “Dor de barriga não dói uma vez só”. Então, se você só busca as pessoas no momento que você precisa, e não se importa quando elas precisam de você, sua rede pode ser muito mais fraca que você imagina e não te dará o retorno esperado.

Já utiliza as redes sociais para fazer networking? Toma esses cuidados para manter uma imagem profissional positiva? Comente aqui pra sabermos como você lida com essa questão.

Paulo Sérgio de Souza Corrêa

RELATED ARTICLES