25 de fevereiro de 2020
  • 11:02 ENVOLVER, ALINHAR E MOBILIZAR – O PROPÓSITO DA GESTÃO DA MUDANÇA
  • 10:10 SER RESPONSÁVEL NA GESTÃO DA MUDANÇA
  • 09:15 A GUERRA POR TALENTOS
  • 15:11 O DESAFIADOR TRABALHO DE UM HEADHUNTER
  • 11:08 COMO LIDAR COM UM AMBIENTE DE TRABALHO TÓXICO

Em um cenário onde a competitividade acirrada impera e os recursos humanos se tornam cada vez mais estratégicos, um profissional ganha importância fundamental no mundo corporativo: o headhunter. Este especialista em buscar talentos faz um trabalho bastante diferenciado e desafiador para atender as mais exigentes demandas das empresas. Para isso, ele próprio precisa ter uma gama de skills e assim ter sucesso nessa empreitada.

Para lhe ajudar a entender melhor qual o papel do headhunter, neste artigo vamos lhe mostrar:

    • O que faz um headhunter

    • Qual a diferença entre headhunter e recrutador ou selecionador

    • Quais skills são importantes para o headhunter

    • Que benefícios o headhunter agrega para a empresa

Qual o trabalho de um headhunter?

O headhunter, também conhecido como caçador de talentos, faz a busca dos profissionais mais adequados para determinadas posições nas empresas. Ele procura pessoas que tenham o perfil e as competências que se encaixem na necessidade do negócio naquele momento.

Muitas vezes, esses profissionais nem estão livres e disponíveis no mercado de trabalho, mas sim já em posições bem estabelecidas no seu atual emprego. Neste caso, cabe ao headhunter persuadir esse talento para mostrar que a nova oportunidade que está sendo apresentada terá muito a agregar em sua carreira.

Em geral, o headhunter é um intermediário entre a empresa que é o cliente em busca de um perfil específico e o profissional que está no mercado de trabalho e se encaixa naquela demanda.

O headhunter pode trabalhar em uma agência de recrutamento e seleção especializados ou ser um prestador de serviços independente. Dificilmente você encontrará um headhunter dentro de um departamento de Recursos Humanos de uma empresa. Nesta situação, em geral os profissionais atuam como recrutadores ou selecionadores.

Qual a diferença entre headhunter e o recrutador ou selecionador?

Tanto os headhunters quanto os analistas de seleção ou recrutamento têm trabalhos relevantes dentro de uma organização, já que ambos são fundamentais para escolhas acertadas de novos profissionais para as mais diferentes posições disponíveis na empresa.

A diferença é que um headhunter tem uma atuação mais ativa, onde é preciso entender o negócio do cliente, a cultura, mercado, concorrentes, desafios e, a partir dessa análise, fazem um mapeamento de mercado e caçam os profissionais com o perfil e skills necessários, atingindo um grupo que não está necessariamente procurando emprego.

Enquanto os selecionadores entendem o perfil da vaga, divulgam e atuam com os currículos recebidos. Geralmente, fazem busca em bancos de talentos da agência de seleção, no site da própria empresa, ou analisam os profissionais que se candidataram espontaneamente para a vaga.

Na KeepTalent também existe uma diferença entre esses dois tipos de serviços. O Keep Action é o recrutamento voltado para o preenchimento de cargos de especialistas e técnicos, onde é feito o levantamento do perfil profissional, publicação da vaga, identificação dos candidatos aderentes e entrevistas. Já o Keep Decision é direcionado para a seleção de cargos de alta e média gestão, conduzido por headhunters com sólida experiência, amplo relacionamento e afinado conhecimento do mercado.

Quais skills são importantes para um bom headhunter?

1- Conhecimento de mercado

O headhunter precisa ter conhecimento de verticais de negócio, entendimento dos desafios do cliente e de sua cultura organizacional. Por conta disso, hoje em dia já existem até headhunters especializados em determinados segmentos, como por exemplo a área de tecnologia, onde as demandas estão cada vez mais exigentes.

2- Capacidade analítica

Atualmente estão disponíveis metodologias tecnológicas para análise de dados e perfil de profissionais, como o People Analytics. No entanto, o headhunter, além de utilizar diferentes mecanismos, precisa ele próprio ter uma boa capacidade de análise, para conseguir identificar as habilidades do profissional, se ele tem as competências transversais, as hard e soft skills necessárias e se encaixa no fit cultural da empresa.

3- Poder de persuasão

Se o headhunter acredita que aquele profissional é o ideal para a empresa, ele precisa ter um grande poder de argumentação e persuasão que possibilite mostrar os benefícios que ele terá nessa nova oportunidade de carreira. Isso é de extrema importância, já que a maioria dos profissionais que são alvo dos caçadores de talentos estão estabelecidos no mercado e muitas vezes em posições confortáveis.

4 – Excelente network

Para saber quem são os profissionais ideais para cada demanda, o headhunter precisa ter uma rede de contatos bastante desenvolvida. Isto não surge de uma hora para outra. É preciso construir essa rede aos poucos e principalmente mantê-la constantemente, e não somente ativá-la no momento em que necessita.

Que benefícios o headhunter agrega para a empresa?

Um excelente headhunter, com todas as características que citamos acima, agrega muitos benefícios para a empresa que o contratou em busca de talentos para seu quadro corporativo. Ele consegue identificar e conquistar os melhores profissionais para a empresa e assim contribuir de forma direta para uma maior competitividade do negócio.

Precisa de um headhunter especializado para encontrar o talento ideal para a sua empresa? Entre em contato com a KeepTalent e conheça o nosso serviço Keep Decision.

Paulo Sérgio de Souza CorrêaPaulo Sérgio de Souza Corrêa

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT